Aguarde...

Cuiabá, 22/05/2024
Entrar

Fim da linha para Emanuel: prefeito de Cuiabá é afastado pela justiça por praticar corrupção na Prefeitura e por organização criminosa

Por Redação ACOCPA, 06/03/2024 às 20:02 em Política

Emanuel, segundo relatos do Ministério Público, fazia parte de uma organização criminosa enraizada no ‘seio’ da Saúde do município]

O pedido de afastamento de Emanuel foi pedido pelo promotor de Justiça Carlos Zarour, do Núcleo de Ações de Competências Originárias(Naco) | Arquivo Página 12

Por determinação do Desembargador Luiz Ferreira da Silva, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) foi afastado do cargo por praticar corrupção na secretaria de saúde de Cuiabá.

O afastamento é de seis meses. Emanuel, segundo relatos do Ministério Público, fazia parte de uma organização criminosa enraizada no ‘seio’ da Saúde do município.

O pedido de afastamento de Emanuel foi pedido pelo promotor de Justiça Carlos Zarour, do Núcleo de Ações de Competências Originárias(Naco).

Ao longo de quase oito anos de gestão, a administração de Emanuel Pinheiro foi alvo de 19 operações policiais, a maioria delas relacionadas a suspeitas de esquemas de desvio de recursos públicos na Saúde.

Em outubro de 2021, o mesmo desembargador já havia afastado Emanuel do cargo e determinado a prisão de seu chefe de gabinete, Antônio Monreal Neto, além de autorizar busca e apreensão na residência da primeira-dama Márcia Pinheiro.

Eles foram alvos da Operação Capistrum, que investiga supostos crimes de organização criminosa relacionados a contratações irregulares de servidores temporários, alegadamente para atender interesses políticos do prefeito.

© 2023-2024 Todos os direitos reservados Acocpa